Quinta Ecológica da Moita - Centro de educação ambiental

Quinta Ecológica da Moita

uma parceria:

O nosso projeto

"A Quinta Ecológica da Moita surge a partir de um protocolo de parceria entre a Santa Casa da Misericórdia de Aveiro (SCMA) e a Associação Portuguesa de Educação Ambiental (ASPEA), com vista à dinamização de atividades de Educação Ambiental na Mata da Moita, suportado por um programa anual de atividades, e ainda contemplando ações no âmbito da limpeza e manutenção de espaços, elaboração de trilhos na natureza, dinamização de aulas na natureza e gestão de espaços, nomeadamente hortas familiares, uma horta comunitária, horta pedagógica, apiário pedagógico, parque de merendas, zona de campismo e turismo rural."

 

Descobre-quinta ecologica da moitnos

Descobre-quinta ecologica da moitnos

Equipamentos

Equipamentos

Agenda

Agenda

Atividades

Atividades

Loja

Loja

Galeria

Galeria

 

Testemunhos

Niki Milini

Grécia

Even if I had the opportunity to work in collaboration with Quinta Ecologica da Moita for only 3 weeks, it was enough to see that QEM is a blooming place, with lots of opportunities for local participation in terms of cultural, environmental, scientific and artistic projects. Personally, I organized a theater improvisation evening in the farm's bamboo forest. The atmosphere and the dynamic of this place is just great! I also participated in a holistic gymnastics session by my colleague and a presentation of a multi-sensory path throughout the farm by another intern. Moreover, I joined meetings about the farm and met other volunteers and workers. All in all, I got the feeling that if you have a creative idea or a personal project you would like to realize in the farm, promoting local participation and activity in the area, the people there are more than willing to discuss and help you develop it. This is why I believe that QEM and its nature have high potentials for evolving into a center of various activities and a meeting point of many professions and nationalities.

Federica Brognara

Italia

Chamo-me Federica Brognara e sou estudante italiana do Politécnico de Turim. Em Outubro próximo vou acabar o meu percurso de estudos de mestrado em Engenharia de Produção Industrial e da Inovação Tecnológica . Durante os cincos anos de curso, onde tive a oportunidade de estudar em profundidade o setor de produção industrial, percebi a importância de fortalecer a relação entre economia, política e meio ambiente. A indústria, como nós sabemos, é uma das maiores fontes de rendimento, e ninguém quer desistir desta porque cria muitos postos de trabalho. É portanto essencial seguir o caminho no sentido de um desenvolvimento sustentável : desenvolvimento que satisfaz as necessidades do presente sem comprometer a capacidade das gerações futuras satisfazerem as suas próprias necessidades. Como podemos sensibilizar as pessoas neste sentido? Através da Educação Ambiental. E esta é a razão que me trouxe aqui a Aveiro para colaborar com a ASPEA  no projeto Quinta Ecológica da Moita. 
Mais especificamente, eu tenho o objetivo de demonstrar que as energias renováveis podem ser a nossa única fonte de energia, ao contrário do que as companhias petrolíferas querem que acreditemos.
Com a QEM estamos a trabalhar no projeto "Parque Pedagógico das Energias Renováveis", que visa explicar a adultos e crianças como funcionam a energia solar, a energia eólica, a energia hidráulica e a energia da biomassa. 
O Parque será composto por um destilador solar, um forno solar parabólico, um forno solar  comunitário, um frigorífico lunar, um duche a biomassa, um painel solar térmico, um carro solar e uma turbina eólica. 
Além deste projeto, existem muitos outros projetos em paralelo, como por exemplo a limpeza da  mata, tornar as Hortas Familiares e Comunitárias ativas, construir novas instalações para as atividades de educação ambiental e fornecer energia à QEM através de fontes renováveis. 
Há muito trabalho a fazer, e a maior parte é feito por voluntários e estagiários como eu, por isso quero enfatizar a boa vontade, a disponibilidade, e o bom coração das pessoas que trabalham comigo na Quinta Ecológica da Moita.

Nicolas G.

France

I had stayed 3 months in Aspea Aveiro. During this experience I discovered both different people and learned new skills.  I studied engineering but I had to create and manage the "Quinta Ecològica da Moita" website and make a crowdfunding campaign to develop this farm. Even if I had never done this kind of tasks, I had never been alone. This permits to improve your CV with an interesting experience. To conclude, I would like to leave a message to the foreign volunteers : don't worry if you don't speak portuguese, all the people in Aspea speak well english and also french!

Flavie Guiselin

France

My name is Flavie, I’m French and I’ve been volunteering in ASPEA-Aveiro over 6 month. Those 6 month were very interesting and have been the opportunity to learn a lot of things. I used to work on the project Quinta Ecologica da Moita, which means to become a very great environmental education center. The Quinta has a great potential. It’s a very beautiful spot, and very interesting, because of its biodiversity, its location, near of city center of Aveiro, and mostly, because of the good people working for the development of the project. This volunteering has been an important experience, from a professional and human point of view. 
Besides having acquired and developed professional skills, I met there beautiful people, involved in the project and doing everything to develop it. I felt instantly integrated in the team and trusted in my ability to be autonomous and responsible. The obstacle of the language existed, I can not deny, but the great communication with the team was ensured by our common capacity to speak english. I am very happy of this experience, and I advise and exhort people to experiment as well a volunteering, in ASPEA. You won’t regret it!

Aranza

Espanha

Eu sou a Aranza, sou da Estrada, uma povoação da Galiza. Estudei um Ciclo Medio de Cozinha e fiz um curso de Monitora de Tempos Livres. Também faço teatro na povoação onde vivo. Eu gostava de fazer Voluntariado Europeu, mas acabei por vir com um programa da Xunta de Galicia que se chama Galeuropa. O destino era Aveiro. Estava entusiasmada, pois era a mesma associação com a qual eu queria fazer o programa de voluntariado.

Conheci as pessoas com as quais convivi durante 4 meses, 2 raparigas e 1 rapaz, os melhores companheiros de apartamento que se pode ter. Estiveram sempre aí para ajudar-me quando eu precisava. Aos poucos fui conhecendo Aveiro e as pessoas com as quais trabalhei.

ASPEA, a minha associação de acolhimento, trabalha com temas relacionados com o meio ambiente e sobretudo, para consciencializar sobre as alterações climáticas e divulgar as energias alternativas. Fazem actividades lúdicas com e para crianças. Gerem e trabalham a Quinta Ecológica da Moita para promover uma alimentação e uma vida saudáveis.

Senti-me muito valorizada pelos meus tutores, nunca me cortaram as asas, creram em mim e que podia fazer os trabalhos que me solicitavam. Alegro-me de os ter conhecido e trabalhar convosco. Conheci muita gente de diferentes nacionalidades. Foi um prazer e ainda mais trabalhar com eles. Também toda a gente que trabalha na QEM colaborara e preocuparam-se connosco. Fomos bons amigos!

Fico agradecida com toda esta gente e recordarei ao longo da minha vida esta experiência tão formosa e produtiva.

Nazaré

Espanha

Passei quatro meses como estagiária na ASPEA, na área de comunicação audiovisual. O meu trabalho era principalmente criar os materiais necessários para promover as atividades e tarefas relacionadas com a manutenção da Quinta Ecológica da Moita (QEM). Esta Quinta, está inserida numa área com 17 ha nos arredores de Aveiro, no meio da natureza, onde podemos encontrar diferentes espaços destinados a desenvolver atividades de educação ambiental.

 

Trabalhando tanto no espaço da QEM (com os trabalhadores da Santa Casa da Misericórdia, que nos ajudaram diariamente, e os voluntários de outras nacionalidades) e as tarefas gerais da ASPEA, entrei em contato com uma área que não conhecia antes: a educação ambiental. As pessoas que trabalham na ASPEA estão cheias de ideias relacionadas com este campo e procuram sensibilizar as crianças sobre a importância de manter limpo o nosso planeta e a nós mesmos, através de uma vida saudável e respeitadora do meio ambiente.

 

Durante estes meses, não só pude simplesmente desenvolver-me na minha área, mas também tive a oportunidade de trabalhar mais diretamente com a natureza e desfrutar dos arredores de Aveiro, na Quinta Ecológica da Moita.

Óscar

Espanha

O meu nome é Oscar e fiz um estágio de quatro meses, em que tive a sorte de trabalhar com uma grande variedade de companheiros. O trabalho com eles foi fantástico e ainda que, às vezes não falássemos o mesmo idioma, entendemo-nos perfeitamente. A Quinta Ecológica da Moita é um sitio fantástico para quem gosta da natureza e onde se pode encontrar um espaço para desenvolver as habilidades profissionais. Pela qualidade do trabalho na QEM e pelos companheiros com, que ainda às vezes disputávamos acaloradamente, considero a minha experiência na QEM muito positiva a nível pessoal e profissional.

Please reload

Agenda

Quer entender a natureza e fazer esta descoberta com os seus filhos ou os seus alunos?
Entre em contacto connosco para nos vir visitar!

  • Facebook - Black Circle
  • Instagram - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • Google+ - Black Circle
  • YouTube - Black Circle

© 2015 by QUINTA ECOLOGICA da MOITA